3ver chicos
Quinhentos adolescentes vindos de 27 países dos cinco continentes “partiram com tudo” para o seu congresso internacional desde domingo, dia 13 de julho, quando assistiram juntos à final da Copa do Mundo com os primeiros que chegaram à Mariapolis Lia, que fica em O´Higgins, na Argentina. Integrantes do Movimento Juvenil pela Unidade, eles protagonizam o Projeto “Laboratório Homem Mundo”.
Essa experiência de fraternidade está se estendendo em cada uma das atividades propostas para os primeiros dias. Vivendo a Regra de Ouro “faça aos demais o que deseja que façam para você”, tudo se torna ocasião para conhecer em profundidade a cultura de cada um dos participantes.
Coreanos dançando passos folclóricos argentinos, grupos internacionais tomando “mate”, comendo doces de leite ou doces típicos dos diferentes países é o que se vê. Um dos organizadores comentou: “Os adolescentes estão felizes! Não param de conhecer gente nova e de aproveitar em que se experimenta que cada um é um dom para o outro. Dizem: é o que nos propusemos a viver juntos”. Outro participante afirmou: “Aqui começou uma outra Copa do Mundo, que tem como objetivo Amar e Entender o país do outro como o próprio”.
Além das atividades espontâneas para compartilhar, estão ocorrendo oficinas com diferentes temáticas: Comunicação, Ética, Política, Economia, Psicologia e Antropologia. As oficinas foram assumidas por especialistas do Movimento dos Focolares provenientes do Instituto Universitário Sofia, da Comissão internacional da Economia de Comunhão, da Multimídia Ciudad Nueva e do Movimento Político pela Unidade, junto a instituições que compartilham os mesmos valores da proposta do Movimento Juvenil pela Unidade, como Clayss, Casa de Ana Franck na Argentina, CLADes, PIDESONE, entre outras.
A Câmara do Senado da República Argentina, bem como a Câmara de Deputados da Província de Salta declararam o evento como “de interesse para a nação”, além de outros reconhecimentos de diferentes localidades da Argentina.
va2
Jornada conclusiva da primeira fase e saudação do Papa Francisco
No dia 19 de julho uma jornada aberta foi realizada como parte da programação, da qual puderam participar pessoas de todo o mundo graças à transmissão pela internet. Aos 530 presentes no Laboratório Homem Mundo juntaram-se outros 500 adolescentes provenientes de diversas cidades argentinas, que queriam compartilhar as conclusões da experiência realizada.
Nesse dia também foram celebrados os 30 anos da fundação do Movimento Juvenil pela Unidade, por Chiara Lubich. A atual presidente do Movimento dos Focolares, Maria Voce enviou uma mensagem aos participantes: “Vão em frente com decisão, amor e diálogo em 360º, como lhes disse Chiara muitas vezes, para que sejam protagonistas de uma revolução divina que tem como objetivo a fraternidade universal. Porque o mundo necessita de homens e mulheres novos que vivem a Regra de Ouro e que acreditam na potência do amor recíproco”.
7ver chicos
Nesse dia foi assinado um compromisso que tem como objetivo levar essa experiência às periferias, convite do Papa Francisco, que os jovens tomaram como próprio.
O próprio Papa Francisco enviou uma saudação e agradecimentos, dizendo-lhes: “Rezo para que todos os que participam deste evento sejam sementes de uma vida cristã mais comprometida e coerente”.
Seguiram a jornada pela internet adolescentes de todo o mundo, inclusive de lugares que sofrem com a violência como a Síria. Uma das primeiras mensagens de adesão ao Projeto Homem Mundo chegou justamente de lá via SMS: “Estamos recolhendo dinheiro em nossas cidades para ajudar as crianças que ficaram órfãs na guerra Para muitos, falta-lhes tudo, até o essencial. Para nós também está faltando água, eletricidade e muitas outras coisas, mas temos experimentado que interessando-nos pelas necessidades dos outros e colocando-nos a amar, os nossos pesos e as nossas dificuldades se tornam mais leves e podemos experimentar uma grande alegria”.
9ver chicos
Com essa jornada, concluiu-se a primeira fase dessa experiência que continua na semana seguinte em diferentes pontos de toda a América Latina e do mundo.
Adolescentes da Irlanda foram ao Paraguai; franceses, ao Nordeste do Brasil; um grupo de norte americanos foi ao México; italianos, em Córdoba; e o Paraná recebeu um grupo da Austrália e Nova Zelândia.
Acompanhe o projeto pelas redes sociais: Instagram, Youtube e Facebook