Campanha Comunhão e Ação chega ao sexto ano mobilizando uma rede em todo o Brasil comprometida com a erradicação da pobreza. 

Promovida pela Economia de Comunhão (edc) desde 2016, a campanha Comunhão e Ação ganhou contornos de uma grande iniciativa de financiamento coletivo que envolve milhares de pessoas e de empresas com o objetivo de formar uma rede comprometida com a erradicação da pobreza

Para alcançar essa meta – que é também o 1º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU – a Campanha Comunhão e Ação incentiva sua rede a fazer doações que contribuem com o desenvolvimento e manutenção de diversos projetos de empreendedorismo social, incubação de negócios periféricos, florescimento humano e superação das vulnerabilidades econômicas presentes em todo o Brasil. 

Em 2022, a campanha tem como mote: porque somos comunidade. “Esse mote foi escolhido porque, de fato, a campanha Comunhão e Ação é a expressão de uma comunidade que se sente responsável em redistribuir recursos materiais para restaurar a equidade social, tornando essa ação em uma cultura, uma escolha econômica cotidiana de vida”, ressalta Maria Helena Faller, presidente da Associação Nacional por uma Economia de Comunhão. 

A campanha já movimentou mais de R$ 4 milhões em recursos financeiros desde 2016 e, apenas em 2021, impactou positivamente a vida de aproximadamente 40 mil pessoas.   

Um dos projetos apoiados com os recursos da campanha é o Intersomos, desenvolvido na comunidade de Beiru/Tancredo Neves, em Salvador. O Intersomos procura estimular o autoconhecimento e a autoconsciência de talentos, potencialidades e fragilidades, a fim de suscitar na pessoa a gestão das inteligências emocionais. 

“O Intersomos me trouxe um despertar para a gratidão do que eu tenho de riquezas (como criatividade, intelectual, talentos…), que podem ser compartilhadas para ajudar as pessoas e ainda movimentar capital”, diz Rosa Correia, uma das participantes. 

A Economia de Comunhão deseja dobrar a meta de arrecadação em 2022 tendo em vista o aumento indiscriminado da insegurança alimentar, da vulnerabilidade social e do desemprego no contexto pós-pandemia. 

“Quando eu me reconheço como parte de uma comunidade é espontâneo me preocupar com cada um e cada uma, me colocar à disposição, festejar pelas conquistas etc. Não é possível ser indiferente quando fazemos parte de uma comunidade. Por isso, convidamos a todos e a todas a nos conectarmos, a olharmos a nossa comunidade global e a compartilhar esforços e recursos!”, conclui Célia Carneiro, coordenadora da campanha.

A Campanha Comunhão e Ação atua pelos ODSs: (1) erradicação da pobreza; (8) trabalho digno; (10) redução das desigualdades; (17) parcerias e meios de implementação. 

Chame a sua família, amigos e a sua empresa para contribuir com a campanha Comunhão e Ação 2022.