O outro sente-se à vontade quando é bem acolhido: quando recebe um tratamento digno, atencioso e cordial.
O nosso comportamento diante de outra pessoa pode ser motivo para que ela se sinta confortável ou constrangida. Portanto, é bom seguir algumas regras de boas maneiras, segundo o que a formalidade que o momento exige. Porém, sem o rigorismo pesado de um cerimonial.
Agir com naturalidade e demonstrar confiança deixa o nosso interlocutor à vontade para se comunicar.
O contato visual com cada pessoa é fundamental. Sem distrações enquanto conversamos com ela!
A estratégia mais eficaz é uma atitude de amor, é o “fazer-se um”, procurando entender o modo de ser do outro, para que ele se sinta como se estivesse em sua própria casa e entre os seus.
Um bom propósito para hoje pode ser: “fazer-se um” com todos em tudo. Excetuando aquilo que seja objetivamente errado.

Apolonio Carvalho Nascimento