GenRosso02Durante a tournée do Gen Rosso no Norte da Itália (Monza e Brianza, de 10 a 15 de novembro), “não caiu somente muita água, por causa das chuvas incessantes, mas, também, muitas graças que os participantes do projeto continuam a testemunhar-nos”, escrevem os dezoito componentes da banda, de volta a casa. Cento e vinte estudantes participaram do projeto e eram provenientes de onze institutos diferentes: “Pela primeira vez conseguimos reunir, em um único evento, alunos de muitas escolas”.

O projeto foi solicitado e organizado pela “Fraternità Capitanio”, uma comunidade formada por pessoas que vivem o dom da fraternidade segundo a particular característica desejada por Bartolomea Capitanio, uma professora que viveu em Lovere (norte da Itália), nos primeiros decênios de 1800. A Fraternidade Capitanio existe em Monza desde 1977 e é uma comunidade que acolhe jovens mulheres em dificuldades e que desejam seguir um programa de reeducação e recuperação da própria dignidade pessoal e tornarem-se construtoras de vida para si e para os outros.

“Com elas nós nos sentimos imediatamente em sintonia e nasceu uma amizade que certamente continuará por muito tempo”, nos escrevem ainda do Gen Rosso. “Na conclusão do evento compreendemos que aqueles adolescentes, moças e rapazes, entenderam e acolheram plenamente os valores intrínsecos do musical Streetlight. Eles falavam de família, de força interior, de nova confiança neles mesmos e ficamos sensibilizados ao vê-los chorar na hora da nossa partida.

GenRosso01Algumas cenas e experiências destes jovens foram transmitidas em uma reportagem de um telejornal: TG3 nazionale.

“Eu não imaginava que, em uma semana, seria possível afeiçoar-se tanto às pessoas; ao invés, isso aconteceu”, escreveu Giada. “Cada um deles doa o melhor em cada coisa que faz. Portanto, um grande agradecimento porque, em cada dia, com os slogans do Gen Rosso, eles nos ensinavam sempre algo de novo e nos encorajaram acreditar nos nossos sonhos”. Giada estava no grupo do hip hop combination e disse ainda: “Caso vocês tenham a oportunidade eu aconselho a todos experimentar porque, em minha opinião, é uma das mais belas experiências que se possa viver!”.

“Em dois dias eu aprendi duas coreografias e em seis dias conheci cerca de cento e trinta pessoas que, sem exagero, são estupendas, é a minha segunda família, muito alargada”, escreveu outra jovem. “Vocês do Gen Rosso me edificaram e me fizeram experimentar uma parte do meu sonho, me fizeram compreender o significado das palavras AMIZADE e AMOR. Os ensinamentos de vocês são como o ouro: únicos e preciosos”. Boas lembranças da experiência vivida, mas, também, uma profunda mensagem de crescimento: ficou no coração dos cento e vinte jovens de Monza, lembrando que – como dizem as palavras de uma canção do musical – de agora em diante “amaremos o caminho um do outro”.