Quando melhoramos a nossa escuta, aprendemos a dialogar com todos, respeitando as diferenças.
Escutar não é tanto permanecer em silêncio. É saber acolher o outro, respeitando o seu pensamento e valorizando as suas opiniões. Podemos falar no momento oportuno, procurando ser um dom de amor.
O que devemos silenciar, para que haja o diálogo, são os julgamentos e os preconceitos.
Podemos melhorar a aceitação e a tolerância, para que a nossa escuta seja completa.
Podemos melhorar a paciência, para não interromper quem fala, para não dar conselhos desnecessários e não contradizer o interlocutor.
Podemos melhorar a estratégia de “fazer-nos um”, para que a outra pessoa se sinta amada.
Melhorar a escuta significa melhorar o nosso amor para com todos.

Apolonio Carvalho Nascimento