O que Jesus nos pede é que vivamos o amor mútuo. E não podemos vivê-lo só com palavras, só com a boca. O amor mútuo é vivido com fatos e com sinceridade de coração, isto é, na verdade.
Eu não amo o próximo para agradar-lhe, para deixá-lo contente. Eu o amo porque quero o seu bem. Por esta razão, não pode faltar também a verdade.
As minhas ações devem ser em vista do bem de todos, motivadas pelo amor a Deus e ao próximo.
Quando amamos com ações concretas e na verdade, sentimos a liberdade que é própria do amor, pois evitamos dependências e abusos.
Quanto mais vivemos o amor mútuo, mais o amor de Deus permanece em nosso coração, porque estamos fazendo somente o que é do seu agrado.

Apolonio Carvalho Nascimento