Devemos fazer desmoronar as barreiras dos julgamentos para alcançar o domínio do perdão. Devemos ultrapassar as fronteiras dos ressentimentos para fazer reinar a misericórdia. Os ressentimentos são feridas abertas que só cicatrizam com o perdão. Cada gesto de amor praticado e cada perdão concedido a quem nos ofende é um passo à frente no caminho da perfeição, além de ser uma penitência que agrada a Deus. Uma quaresma cheia de gestos de amor e de perdão vale mais que mil jejuns e abstinências.
Apolonio Carvalho Nascimento