A nossa rotina mudou por causa de um vírus.
Estou aprendendo a amar de modo diferente, isto é, evitando o contato direto com as pessoas, não só por mim, mas sobretudo para o bem delas.Pensar no bem do outro ao seguir as orientações das autoridades sanitárias sobre a prevenção do covid-19 é tomar a inciativa no amor.
Podemos aproveitar o tempo “livre” forçado pelas circunstâncias, para usar os meios de comunicação e fazer chegar às pessoas queridas o nosso afeto; para nos solidarizarmos com amigos que foram atingidos mais diretamente pelo vírus; para ler, estudar, orar, orar muito, para que ao término dessa pandemia nos descubramos mais humanos e mais fraternos. Tudo isso pode ser feito tomando a iniciativa no amor.
Quanto mais cedo nos distanciarmos entre nós, por iniciativa do amor mútuo, mais cedo voltaremos a nos abraçar.
Confiemos no médico dos médicos e senhor dos senhores, Jesus. Ele toma sempre a iniciativa em nos amar primeiro.

Apolonio Carvalho Nascimento