Nem tudo deve ser dito, mesmo algumas verdades, quando dizê-las não for amor para o outro. Saberemos julgar quando é omissão e quando é amor o nosso calar. Outro modo de calar por amor é quando aprendemos a ouvir o outro, quando aceitamos a sua opinião sem entrar em atrito com ele, mas simplesmente calando por amor. Ouvido atento e boca fechada são princípios de sabedoria e expressões de amor ao próximo. Quando amo com pureza coração, não tenho necessidade de impor o meu pensamento, mas, cedo ou tarde, ele me será pedido, e então o meu falar será também amor.
Apolonio Carvalho Nascimento