Onde quer que estejamos, podemos ser instrumentos de paz e unidade: na família, no trabalho, com os amigos ou mesmo em um ambiente desconhecido. Não podemos nos omitir e podemos sempre fazer algo pela unidade. Com atitudes ativas: intervir em uma dificuldade de relacionamento para ajudar a esclarecer as coisas, quando possível; não entrar em conflito com ninguém; enviar mensagens conciliadoras aos amigos distantes; participar de abaixos assinados, passeatas ou manifestações pela paz e unidade dos povos; promover eventos que favoreçam reconciliações, etc. Com atitudes passivas: não expressar julgamentos sobre as pessoas que leve os outros a ter uma má impressão sobre elas; não comentar fatos que desagradem nosso interlocutor, mesmo que sejam verdadeiros; não fazer fuxicos; calar para evitar discórdias, etc. Como vemos a unidade tem muitos requisitos, mas ela nos é concedida por Deus como graça, quando evitando todas essas coisas, vivemos o amor recíproco.
Apolonio Carvalho