Não é necessário estar agradando as pessoas todo tempo, para ser um dom para elas. Basta sermos o que Deus nos pede no momento presente.
Vejamos o exemplo de Maria quando recebeu o anúncio do anjo, ela respondeu “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra.”(Lc 1,38). E logo depois, como serva realmente, foi ajudar sua prima Isabel que também estava grávida. Quando ela saudou Isabel, a criança exultou no seu ventre e ela entendeu que Maria era portadora daquele que seria o Salvador.
Com uma simples saudação e com seu serviço, Maria foi um dom para Isabel e todos daquela casa.
Assim devemos agir para sermos um dom para todos: ser a vontade de Deus sobre nós no momento presente. E sua maior vontade é que nos amemos uns aos outros. Esse é o melhor dom para quem passa ao nosso lado, ser amor.
Apolonio Carvalho