A maior barreira que nos impede de viver o amor mútuo somos nós mesmos. O nosso egoísmo pode tornar-se a nossa prisão.
Superar essa barreira é um desafio quotidiano. E a única maneira de conseguir fazê-lo é estarmos projetados fora de nós. Irmos em direção ao irmão. Estarmos a cada momento disponíveis ao amor de Deus, o qual deve chegar a todos através de nós.
O nosso ego vai dizer sempre que estamos errados, mas a força da caridade vai nos levar ao despojamento total de nós mesmos.
Na Palavra de Vida deste mês Jesus nos convida a descermos do “pedestal” do nosso eu, para colocarmos Deus no centro de nossa vida.
Vivamos este dia superando a barreira do nosso egoísmo, para amarmos o nosso próximo em total liberdade.

Apolonio Carvalho Nascimento