O amor mútuo nos sustenta.
O serviço concreto, o sentir-nos irmãos e irmãs, a correção fraterna, a misericórdia e o perdão, a vida em comunidade é o nosso sustento cotidiano, é a nossa base sólida.
Estes são os frutos de uma vida enraizada no amor, que garante a presença de Jesus ressuscitado entre nós.
O amor mútuo não é um conceito abstrato e nem apenas uma filosofia. Ele é uma nova sociedade, uma nova civilização, uma nova mentalidade, quando cada um esvazia-se de si próprio para acolher o outro inteiramente.
E assim, cada um é sustento para o outro.

Apolonio Carvalho Nascimento