Em sua homilias nesses dias de crise provocada pelo coronavírus, o Papa Francisco tem dito que não basta sermos apenas informados sobre as dores humanas, mas que essas informações devem tocar os nossos corações para que Deus nos dê a graça de vencermos o abismo da indiferença que pode existir entre nós.
De fato, encontrar uma pessoa não é simplesmente cruzar seu caminho ou estar presente no mesmo lugar. Podemos ser uma presença viva, que escuta, que “se faz um”, que se coloca em seu lugar para viver juntos as dores e alegrias.
Vencer a indiferença é muitas vezes, desligar a televisão, o celular, o computador para estar com o outro. Estabelecer uma relação fraterna, na qual ambos se sentem acolhidos.
Não podemos mudar o mundo inteiro, mas com pequenos gestos de amor podemos mudar o mundo à nossa volta.

Apolonio Carvalho Nascimento