Hoje traduzida em cerca de 90 línguas e idiomas, a Palavra de Vida comunica frases do evangelho a milhões de pessoas, em todo o mundo.

Foi nas fagulhas das palavras do Evangelho que a certeza de um amor que supera todas as coisas começou a se alastrar no coração daquele primeiro grupo cativado por Chiara Lubich, fundadora do Movimento dos Focolares e também da Editora Cidade Nova. Ainda no período da 2ª Guerra Mundial, onde a tristeza e as perdas eram inumeráveis, a novidade de Deus Amor impulsionou Chiara e suas amigas a viverem umas pelas outras e compartilhar com todos o pouco que tinham – mesmo que fosse uma pequena maçã ou um sapato de número 42.

Tudo começou com uma prática que Chiara – muito didática por ser professora – começou naquele período e logo se popularizou, ao longo dos anos, junto a toda a comunidade global dos Focolares: “Palavra de Vida”, uma frase do Evangelho e a partilha dos “frutos” que ela produzia em suas vidas. Uma verdadeira novidade para aquele tempo e que as encorajava a crescer juntas. 

“Leio para todos, por exemplo: ‘Ama o próximo como a ti mesmo’ (Mt 19,19). O vizinho. Onde estava o vizinho? Estava lá, ao nosso lado, em todas aquelas pessoas atingidas pela guerra, feridas, sem-teto, nuas, com fome e com sede. Nós imediatamente nos dedicamos a eles de várias maneiras.” (Chiara Lubic)

Um dia, Chiara contou que recebiam com frequência solicitações de roupas e sapatos, e certa vez pediram um sapato de número 42. E acreditando fielmente nas palavras do Evangelho de Mateus, “Pedi e recebereis” (Mt 7,7), foi até uma igreja e rezou “Dê-me um par de sapatos nº 42, para você nessa coitadinha.” Ao sair de lá, uma jovem a entregou o pacote com um par de sapatos de número 42.

“Lemos no Evangelho: ‘Dai e ser-vos-á dado’ (Lc 6,38). Damos, damos e sempre recebemos algo. Um dia, em nossa casa, temos apenas uma maçã. Nós o damos aos pobres que vêm pedir. E naquela mesma manhã vemos chegar uma dúzia, talvez de um parente. Também damos essa dúzia a quem nos peça e nessa mesma tarde chega uma mala. Foi assim, sempre assim ”.

Eram essas e outras muitas experiências que a vivência da Palavra levou aquele pequeno grupo a viver pela Unidade. E hoje a Palavra de Vida, a frase do Evangelho junto com a reflexão, é um convite a confiar em Deus, a viver e a partilhar sua vida, feito a milhões de pessoas e traduzida em mais de 90 línguas e idiomas.

Desde o início, a Palavra de Vida é publicada na Revista Cidade Nova. 

Quer conhecer mais? Leia a Palavra de Vida de Novembro!