Chiara_pt

Para que a humanidade possa continuar a viver

devemos ter a coragem de “inventar a paz”.

Com certeza já nos perguntamos:

de onde vem o radicalismo da terrível escolha dos kamikazes?

Nós deveríamos ser capazes de dar a nossa vida pelo grande ideal do amor a Deus e aos irmãos.

É um amor possível a todos, pois o amor fraterno está no DNA de todo homem.

Então floresceria, em toda parte,

aquela fraternidade que Jesus trouxe à terra

tornando-se nosso irmão e tornando-nos irmãos.

Talvez a providência divina se utilize de situações de destruição

para suscitar ímpetos morais inesperados e energias inimagináveis

a fim de construir uma nova paz e deixar a humanidade respirar novamente.

Feliz Natal,

um Natal de Paz!

Chiara Lubich

Fonte: Editorial do número 24/2003 da revista Città Nuova