A Palavra de Deus não é simples objeto de estudo. Antes, deve tornar-se vida. Só depois pode ser usada para estudo, e assim mesmo, para que seja mais bem vivida.
Não temos de provar nada a ninguém com a Palavra, pois esta só convence com a sua prática. É a sua prática que nos ensina que ela é a verdade, e que nos torna livres.
O privilégio de ouvir e entender a Palavra não pode ser motivo de soberba, mas deve colocar-nos na condição de servos, assim como fez Maria ao receber o anúncio do anjo.
A sua missão foi ser a Mãe do Salvador, do Filho de Deus, do Verbo encarnado. E ela o fez com extrema humildade. Por essa razão todas as gerações a têm proclamado Bem-Aventurada.
Eu quero ser uma pessoa livre. Livre do egoísmo, do orgulho, da soberba, do pecado. Livre e feliz porque conheço a Verdade.

Apolonio Carvalho Nascimento