Na esteira daquilo que indica o Movimento dos Focolares, de uma atenção prioritária à família, e partindo da premissa de que, primeiramente, é preciso ter uma base familiar saudável para depois ir ao encontro das dores da humanidade, as famílias ligadas ao Movimento realizaram, no final de maio, um Encontro para Casais com o título “Investindo na Relação – um enfoque positivo na comunicação do casal”.

Nestes tempos, onde os casais são levados a uma convivência mais próxima, procuraram aprofundar a comunicação na família de forma saudável e criativa.

O programa se desenvolveu em três momentos principais com os temas: O Amor comunica; Comunicação, Resolução de Conflitos e Perdão; O “Novo Normal” em paralelo com a vida da Família de Nazaré. Entremeados de experiências que abrangeram todas as fases da vida a dois e, também, com os filhos, especialmente neste momento de pandemia, os temas tocaram profundamente os participantes que se sentiram contemplados em suas realidades cotidianas atuais.

O convite foi aberto para as famílias de todo o Brasil e, nos 264 pontos conectados, estavam famílias de grande parte dos Estados brasileiros. Uma grande alegria foi a presença de três famílias da comunidade de periferia do Morro da Caiera, onde está localizado o Focolare masculino de Florianópolis/SC, fruto do acompanhamento dos focolarinos e de algumas famílias da Obra. Essa participação reavivou nas famílias o desejo de continuidade com encontros de acompanhamento mensais, um projeto já existente que havia sido interrompido pela pandemia. 

Para concretizar o apelo do Papa Francisco de sermos “uma igreja em saída” e, em sintonia com o documento final da Assembleia, foi proposta uma contribuição espontânea na inscrição, para um projeto de ajuda a famílias necessitadas, onde, pelo expressivo valor arrecadado, sentiu-se a grande generosidade das famílias. E, ao final do encontro, foi proposto que cada família alargasse o olhar para seu entorno, na sua família, no seu bairro, na sua comunidade, enfim, e fosse ao encontro de seu próximo, adotando pessoas, ou famílias em necessidade, seja de acompanhamento conjugal, familiar, como material.

Outra grande alegria foi a presença de um expressivo número de jovens casais que nas impressões manifestaram o desejo de estarem mais próximos dos grupos de Famílias Novas.

“Parabéns a todos que se dedicaram em montar um programa tão bacana, atual, profundo e, ao mesmo tempo, passado de uma forma tão leve e tão agradável! Foi uma tarde maravilhosa e de muitas reflexões e recomeços! Quero estar mais com vocês! O amor e o carinho reverberou por aqui!”, nos conta um dos casais mais jovens.

Este encontro foi uma profunda experiência de Deus, de Jesus no meio, fruto da unidade e doação dos casais que levam à frente essa realidade no Regional Sul, da estreita unidade com os Focolares e da participação e colaboração de outros setores da Obra. Pode-se dizer que a experiência foi verdadeiramente o sentido do “ser família”.

“Excelente! O tema instigador e as experiências são faróis a nos enriquecer. Meu aprendizado: ter paciência com você mesmo e com o outro, com sua família e com o mundo….não ser escravo de excesso de ideia e propagandas…viver o amor recíproco e aproveitar o momento presente.”