A primeira pessoa que rezou pela unidade foi o próprio Jesus: na oração que dirigiu ao Pai na véspera de sua paixão.
Foi uma oração cheia de ardor e de convicção: “Que todos sejam um, como tu, Pai, estás em mim, e eu em ti.” (Jo 17,21)
A palavra “todos” interpela também a nós, porque engloba todas as pessoas de todos os tempos. Portanto é uma oração que chega até nós.
No versículo anterior, Jesus diz que não roga somente por aqueles que já estavam com ele, mas por todos os que viriam depois. O que nos inclui no âmago de sua oração ao Pai. (Cf. Jo 17,20)
Rezemos insistentemente pela unidade, pois ela é um dom de Deus, que deve chegar a toda a humanidade através de nós, sobretudo pelo nosso testemunho.

Apolonio Carvalho Nascimento