SITE OFICIAL BRASILEIRO

Mariápolis em Imigrante: um laboratório do Mundo Unido

A chuva e o inverno não seguraram em casa os mais de 100 participantes que vieram para construir em Imigrante – pequeno município na Serra Gaúcha com pouco mais de 3000 habitantes – a segunda Mariápolis ali realizada.
O próprio local que nos acolheu – o Convento Franciscano São Boaventura – foi a moldura que conteve e evidenciou a extraordinária experiência de amor recíproco proposta pela Mariápolis.
Logo no início, o som de uma sirene e de bombas remeteram à história do início dos Focolares e todos foram convidados a deixar fora da porta toda expectativa e preocupações para caminharem juntos, como irmãos, na busca de Deus e fazendo com que o amor atraísse a Sua presença entre todos.
O lema da Mariápolis foi: “Maria, modelo para os tempos de hoje” e o tema central: “o caminho de Maria”.

Os participantes puderam refletir e muitos se encontraram nas etapas vividas por Maria no Evangelho como esperança e direção para a própria vida cotidiana. Mas a intuição de Chiara sobre Maria nos apresentou também a Sua influência espiritual na sociedade de hoje, onde Maria está em ação e ensina a muitas pessoas como ser cristãos hoje.
“Ficou na minha alma e no meu coração a meditação sobre o caminho de Maria. Fez brilhar meus dias. O momento presente é o que tenho em mãos para SER Maria”, nos escreveu uma das participantes da Mariápolis.
Não faltaram os momentos de convivência e diálogo, o “chimarrão”, a ajuda na louça, os cantos e as brincadeiras.
Estiveram presentes alguns evangélicos, pentecostais, espíritas, pessoas sem uma fé religiosa, sacerdotes, religiosas, mas podemos dizer que a característica desta Mariápolis foi a participação das famílias, principalmente famílias jovens com filhos adolescentes e crianças, que tiveram uma Mariápolis especial para eles. Uma pequena amostra da sociedade de hoje, um laboratório do mundo unido.

Compartilhe
Veja também